fbpx

Joias de Minas Gerais

Um mergulho na História da Humanidade

Joias de Minas Gerais

De 27 de Outubro a 02 de Novembro de 2021

 

IMPONENTES CONSTRUÇÕES PRESERVADAS, CASARÕES, IGREJAS SECULARES E UMA RIQUÍSSIMA HERANÇA ARQUITETÔNICA DO PERÍODO COLONIAL

 

BELO HORIZONTE – SABARÁ – CONGONHAS DO CAMPO – INHOTIM – SÃO JOÃO DEL REI – TIRADENTES – FEIRA HIPPIE – OURO PRETO – MARIANA

 

Verdadeiras relíquias e tesouros da História nacional, as cidades históricas de Minas Gerais são joias arquitetônicas que ajudam a contar a história do Brasil e do mundo. Venha com os Viajantes InterAtiva conhecer o passado glamouroso do Ciclo do Ouro, vendo de perto vestígios da riqueza e da vida no Brasil Colônia. Cidades inteiras tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e até mesmo consideradas Patrimônio Cultural da Humanidade, em uma verdadeira imersão nos tempos coloniais, em um estado que carrega em suas construções e ruas de pedras grande parte da história do nosso país.

Comida boa, gente proseira, artesanato autêntico, igrejas suntuosas, serras, museus: as Cidades Históricas de Minas contam um pedaço da nossa história e compõem uma das regiões mais carismáticas do Brasil. Quem viaja pelas cidades históricas de Minas Gerais, tem a oportunidade de conhecer um pouco mais da história do nosso país, além de visitar cenários naturais impressionantes e experimentar o melhor da culinária mineira.

Para uma viagem ainda mais completa, descubra Belo Horizonte, uma capital emoldurada pela Serra do Curral, com um dos maiores conjuntos culturais do país: a Praça da Liberdade. Construída no final do século XIX, a Praça da Liberdade é um suntuoso conjunto arquitetônico com belos edifícios e jardins, entre eles o Palácio da Liberdade, que se tornou em 2010 um grande complexo cultural conhecido como Circuito Cultural Praça da Liberdade. Além dos centros culturais, a Praça da Liberdade atrai pela bela área verde, com jardins inspirados no Palácio de Versailles Francês.

Aproveite ainda a maior Feira de Artesanato de Belo Horizonte: a Feira Hippie. Além de ser um grande centro comercial de produtos exclusivos e artesanais, é um convite à convivência, à troca e ao encontro cultural no espaço público. E o Instituto Inhotim, a sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior museu a céu aberto do mundo.

27/Outubro (Quarta) – SALVADOR /BELO HORIZONTE : Encontro com a sua Guia Acompanhante e o grupo no aeroporto para embarque com destino a Belo Horizonte. Chegada, recepção e transfer para o hotel. À tarde, faremos um city tour pela cidade, cercada pelas montanhas da Serra do Curral, que lhe servem de moldura natural e referência histórica. Além das vantagens naturais e das facilidades de acessos aéreo e rodoviário, a capital mineira destaca-se pela beleza de seus conjuntos arquitetônicos, pela forte vocação do comércio e da prestação de serviços, além de uma rica produção artística e cultural. Os diversos bares e restaurantes agitam sua vida noturna. Retorno ao hotel.

28/Outubro (Quinta) – BELO HORIZONTE / SABARÁ / CONGONHAS DO CAMPO / BELO HORIZONTE: Após o café da manhã, saída para Sabará. No centro histórico estão algumas construções datadas da segunda metade do século XVIII, como a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, um esqueleto de pedra que foi abandonado com a abolição da escravatura, e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, que abriga obras de Aleijadinho. Tem ainda a Igreja de São Francisco, feita em alvenaria de pedra e dedicada à padroeira dos franciscanos, Nossa Senhora Rainha dos Anjos e outras construções históricas, como o Teatro Municipal. Em seguida, visitaremos Congonhas do Campo, que guarda um dos mais relevantes conjuntos religiosos do Brasil colonial: o santuário do Bom Jesus de Matosinhos. Ali se destacam as estátuas dos 12 profetas, obra que, em 1985, recebeu o título de Patrimônio da Humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A autoria é do escultor e arquiteto Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Além dos profetas, o conjunto possui uma igreja e seis capelas com os Passos da Paixão, cujos personagens, também esculpidos por Aleijadinho, foram pintados por Manuel da Costa Athaíde. Os dois artistas se tornaram a maior expressão da arte colonial brasileira. Retorno ao hotel em Belo Horizonte.

29/Outubro (Sexta) – BELO HORIZONTE / INHOTIM / BELO HORIZONTE: Após o café da manhã, saída para o parque Inhotim. Localizado na cidade mineira de Brumadinho, com uma área total de 300 hectares, o Inhotim é o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo. O Inhotim tem um acervo de arte com aproximadamente 500 obras de 100 artistas, de 30 nacionalidades, expostas em galerias e espalhadas pelos jardins, que teve o seu projeto inicial inspirado na obra de Burle Marx. O Jardim Botânico possui 4.500 espécies e começou a ser composto em 1980, acumulando 20.000 exemplares de várias partes do mundo. Retorno ao hotel em Belo Horizonte.

30/Outubro (Sábado) – BELO HORIZONTE / SÃO JOÃO DEL REI / TIRADENTES / BELO HORIZONTE: Após o café da manhã, saída para São João Del Rei e Tiradentes. Escolhida pela Inconfidência Mineira como a capital da futura República Livre, São João Del Rei nasceu do chamado Porto Real da Passagem, situado às margens do Rio das Mortes, que era passagem obrigatória para quem ia de São Paulo a Minas Gerais. Desde o século XVIII, São João Del Rei foi palco de importantes acontecimentos econômicos, culturais e políticos. Poderoso centro minerador, ao mesmo tempo tornou-se grande entreposto de alimentos para a região. A cidade é dona de uma característica interessante: seus estilos arquitetônicos, que são originados do barroco, passam pelo ecletismo e alcançam o moderno. São João Del Rei preserva seu romantismo e história entre suas pontes, ricas igrejas e nos exemplares mais expressivos da arquitetura colonial mineira. Após o tour, pegaremos o trem Maria Fumaça (incluído), a charmosa locomotiva mais antiga em operação no país, que transporta passageiros entre as cidades históricas de Tiradentes e São João del Rei. O passeio de trem nos levará por 12 quilômetros na Estrada de Ferro Oeste de Minas, inaugurada em 1881, passando pelo Rio das Mortes e pela bonita Serra de São José. Chegada em Tiradentes. “Ela é pequena, mas conta com casas muito bonitas e fica-se admirado com o tamanho da igreja paroquial”, descreveu o viajante Saint-Hillaire. E até hoje Tiradentes é assim. Surgiu em 1702, em torno do ouro, e trocou várias vezes de nome antes de ser elevada a cidade com o nome atual. Tiradentes foi palco de lutas que afetaram toda a capitania das Minas (como a Guerra dos Emboabas) e sediou reuniões dos inconfidentes. Abandonada com a decadência do ouro e tombada pelo Patrimônio Histórico, é uma delicada preciosidade protegida pela Serra de São José. Retorno ao hotel em Belo Horizonte.

31/Outubro (Domingo) – BELO HORIZONTE / FEIRA HIPPIE: Teremos um dia inteiro livre para aproveitarmos a famosa Feira Hippie, a maior feira da cidade.

01/Novembro (Segunda) – BELO HORIZONTE / OURO PRETO / MARIANA / BELO HORIZONTE: Após o café da manhã, saída para Ouro preto e Mariana. Muito ouro descoberto por mero acaso, por uma expedição de paulistas chefeada pelo bandeirante Antônio Dias. Assim nasce Ouro Preto, berço do Barroco Mineiro. Andar por suas ruas é contemplar o mais importante conjunto arquitetônico do país, suas igrejas, museus, pontes, chafarizes, casario e ruínas da mineração. Circundada pelo Parque Estadual do Itacolomi, Tripuí e por várias cachoeiras, Ouro Preto mescla história, cultura e natureza privilegiada, fazendo-a Patrimônio Cultural da Humanidade. Berço da religiosidade mineira, Mariana nasceu do arraial do Ribeirão do Carmo, fundado em 1703, próximo ao curso de água onde o bandeirante João Lopes de Lima descobriu o ouro na região. Mariana tornou-se sede do primeiro bispado da região e uma das primeiras cidades planejadas do País, com suas linhas retas e praças retangulares. Perto da Praça Gomes Freire, uma praça arborizada com um lago e um mirante, a Catedral de Nossa Senhora da Assunção alberga um órgão alemão do século XVIII. Nas proximidades, o Santuário de Nossa Senhora do Monte Carmelo possui um altar de estilo rococó e a Igreja de São Francisco de Assis possui lustres de cristal do século XVIII. Retorno ao hotel em Belo Horizonte.

02/Novembro (Terça) – BELO HORIZONTE / SALVADOR: Em horário determinado, traslado para o Aeroporto para embarque com destino a salvador.

O QUE FAZ A DIFERENÇA:

  • Reunião de Viagem (dias antes do embarque): Interação do grupo e entrega de material em restaurante;
  • Acompanhamento Exclusivo e 24h da Guia Acompanhante InterAtiva desde a saída de Salvador;
  • Acompanhamento de Guia local durante todo o percurso;
  • Passagens aéreas Salvador / Belo Horizonte / Salvador;
  • Taxas de embarque e Bagagem;
  • 06 noites de hospedagem em Belo Horizonte em hotel 4* ou superior com café da manhã;
  • Todo o Circuito em Ônibus privativo Semi Leito Turismo Completo;
  • Traslados Aeroporto / Hotel / Aeroporto;
  • City Tour em Belo Horizonte;
  • Tour em Sabará e Congonhas do Campo;
  • Tour em Inhotim com ingresso;
  • Tour em São João Del Rei e Tiradentes;
  • Bilhete de trem entre São João Del Rei e Tiradentes;
  • Traslados de ida e volta à Feira Hippie;
  • Tour em Ouro Preto e Mariana;
  • Kit de viagem: Sacola e Etiqueta;
  • Seguro viagem.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

  • Solicite a sua reserva com a maior antecedência possível e garanta seu lugar no grupo;
  • Documentação necessária:
  • Carteira de Identidade Original com até 10 anos de emissão;
  • ou Carteira Nacional de Habilitação Original Válida;
  • Para outras opções de apartamento, fale com nossos Consultores de Vendas pelo telefone, WhatsApp ou e-mail informados na nossa página de CONTATO;
  • Formas de pagamento:
  • Entrada: Espécie; Transferência Bancária; Cheque à vista; Boleto Bancário; Cartão de débito.
  • Parcelamento: Cartões de crédito.
  • Viagem garantida com o mínimo de 10 passageiros;
  • Sujeito a alteração e disponibilidade sem prévio aviso;
  • Em função da pandemia de Covid-19, algumas atrações deste roteiro podem não estar ocorrendo ou estarem fechadas no momento da visita.